Categoria: Ensinamentos

7 dicas para manter uma boa reputação financeira

Manter uma boa reputação financeira é vital para acessar o crédito e outros serviços bancários. Um bom histórico de crédito é, praticamente, a sua carta de entrada para o mundo financeiro, porque, de certa forma, é o indicador que mostra o quanto você é confiável e, com base nisso, os bancos decidem, por um lado, emprestar-lhe dinheiro ou não e Por outro lado, quanto.

Para entender melhor, pode-se usar uma metáfora. A reputação financeira é muito semelhante à digital: uma vez que uma falha é cometida, ela continua a existir no sistema e é muito difícil, se não praticamente impossível, se livrar dela.

Por esse e outros motivos, é essencial manter uma reputação com classificações positivas. A primeira coisa que você pode fazer para colocar essa imagem no caminho certo é interessar-se pela sua educação financeira e pela da sua família.

Conhecer o sistema bancário, entender alguns processos e familiarizar-se com alguns termos técnicos permitirá entender muitos elementos no presente e no futuro que ajudarão você a não perder o controle de crédito, poupança e investimentos.

Aqui estão algumas recomendações que podem ajudá-lo a manter uma boa reputação financeira e, ao mesmo tempo, não perder dinheiro.

Lembrando que se você tiver com score baixo, você pode adquirir o guia do score alto e aprender as técnicas para aumentar seu score e melhorar sua reputação.

Não gaste mais do que você gasta:

A primeira coisa a fazer é uma lista de suas receitas e despesas. Na receita, conte o seu salário, o dinheiro que você paga por honorários, os dividendos de alguns investimentos e se você receber arrendamentos.

Em termos de despesas, o convite deve ser detalhado, incluir despesas fixas e não deixar de fora nem o valor de um táxi na sexta-feira após a rumba. Assim, você pode entender quanto ganha mensalmente e compará-lo com o que gasta. Pode levar surpresas.

Verifique sua capacidade de pagamento:

Depois de ter uma ideia clara de como suas finanças se movimentam todos os meses, verifique muito bem quanto dinheiro resta, essa é a chave para saber se você pode ou não pedir um empréstimo e, também, tomar uma decisão de investir e Economizar.

Depois de analisar esse número, lembre-se de que, se você se endividar, é crucial que você possa pagar.

Disciplina nos pagamentos:

Seja cumprido e pague no prazo. Quando você fica para trás em parcelas, os problemas começam: pagar duas parcelas sempre será mais difícil do que cancelar uma, não permita que haja um efeito de bola de neve. Lembre-se de que pagar a tempo é definitivamente sua carta de apresentação financeira.

A falta de pagamento no prazo não apenas gera cobranças e cobranças de juros excessivas, mas também pode ofuscar seu histórico de crédito, impedindo que você acesse empréstimos para assuntos realmente importantes em sua economia.

Verifique a qualidade de suas dívidas:

Existem dívidas que têm uma razão de ser e outras, ao contrário, podem ser vistas como um capricho. Antes de passar o cartão de crédito ou tomar um empréstimo, pense na qualidade da dívida: você está estudando?

Estamos falando de uma dívida que é “boa”. Você compra uma televisão? Pense no quanto você precisa e se realmente precisa pedir um empréstimo para obtê-lo, esses tipos de dívidas são o que chamamos de dívidas “ruins”.

Cuidado com os custos ocultos:

Cartões de crédito e empréstimos têm cobranças que não são óbvias. Leia muito bem cada vez que assinar um documento e pergunte muito bem o que há nas letras miúdas.

Inclua, além da taxa mensal, valores como seguros cobrados pelos bancos ou taxas pelo manuseio de produtos financeiros.

Seja muito claro sobre sua renda real :

A fonte de sua renda é apenas seu salário? Quanto você realmente ganha mês a mês? Evite fazer contas felizes com dinheiro extra, bônus, pagamentos de pessoas ou entidades que lhe devem dinheiro.

Coloque os pés no chão e verifique muito bem o que você realmente tem e não gaste o dinheiro que acha que vai chegar até você.

Verifique periodicamente seu histórico de crédito:

Atualmente, os usuários financeiros têm várias ferramentas disponíveis para rastrear em bancos de dados como o Data crédito qual é o histórico de crédito.

Verifique periodicamente sua pontuação nessas plataformas. Isso também permitirá gerar ações diferentes e reagir dentro do prazo, pensando em melhorar sua pontuação de crédito, apagar as dívidas canceladas e até criar planos de poupança e gastos.

Por fim, manter uma boa reputação financeira é tão importante quanto garantir uma renda que permita manter o estilo de vida que você considerou ou que pode ocorrer.

Isso o acompanha e é a sua carta de entrada para o mundo financeiro, algo que para muitos é vital. Não poder acessar o sistema de crédito é quase o equivalente a perder o emprego, uma vez que a conquista de metas e a resolução de necessidades básicas, como transporte ou moradia, dependem diretamente dele.

Portanto, comece a trabalhar, siga as recomendações, assuma o controle, preocupe-se com sua alfabetização financeira e comece a acompanhar suas contas.

Mas, mais importante, fique muito claro até que ponto você pode se endividar, pois isso poupará dores de cabeça e permitirá que você acesse crédito quando for realmente necessário.

Dicas Para Fazer um Desenho Realista Para Iniciantes

A técnica de desenho a lápis é um dos métodos usados ​​na arte da ilustração, especialmente em esboços, para melhorar a capacidade artística dos iniciantes nesse assunto. Isso ajudará os novatos a aprender a dominar seus estilos de desenho; e se for com muita prática, alcançará a perfeição.

Para obter bons resultados, você precisa saber que é preciso paciência, dedicação e esforço. Essa técnica precisa de materiais exclusivos para melhorar a qualidade dos desenhos.

É necessário saber que existe uma classificação de lápis, desde aqueles com ponta macia, que servem para dar mais detalhes acabados, até os de ponta dura, que ajudam a dar melhores traços profundos na imagem.

Se você quiser aprender técnicas de desenho a lápis, recomendamos que você faça um curso de desenho online, mas caso não tenha condições agora, os 10 métodos abaixo irá te ajudar a começar bem.

Assim, você pode obter bons resultados, e o melhor é que você pode fazê-los para melhorar seu talento. Com esse estilo de desenho, você pode capturar milhares de cenários, como paisagens, retratos de pessoas, monumentos e qualquer tipo de objeto que você nunca imaginou retratar com esse novo método.

A seguir, mostramos esses 10 métodos exclusivos de desenho a lápis, que o ajudarão a capturar qualquer pessoa ou objeto que você queira capturar em uma folha de papel.

1. Cross Hatching, a técnica de desenhos a lápis baseados em linhas

Cross Hactching, é a técnica de desenhos artísticos a lápis que consiste em descrever o tom, a textura e o sombreamento do desenho usando linhas paralelas, mas estas devem ter pouco espaço entre elas. Ou seja, quando essas linhas se cruzam, elas formam uma hachura cruzada. Depois de se tornarem linhas diagonais, menor ou maior escuridão pode ser obtida, dependendo da separação que resta em cada espaço. Isso criará um desenho incrível

2. Circulismo, técnica de desenho artístico a lápis

Como o nome indica, esse método emprega uma série de círculos muito pequenos que se sobrepõem. Aqui, não é necessário que cada círculo seja perfeito, basta que eles sejam pequenos e próximos. Escuridão ou sombra dependerá do tamanho dos círculos que são feitos.

O circulismo é útil para pintar a pele das pessoas, porque o acabamento é irregular. Portanto, para esta técnica de desenho a lápis artístico, recomenda-se que os círculos sejam feitos suavemente na folha. Com essa técnica, acabamentos especiais podem ser dados aos poros da face e é quase um dos últimos acabamentos que são dados antes de terminar o rascunho.

3. Teste a técnica de sombreamento para o seu desenho artístico

Para aperfeiçoar-se ainda mais com o desenho artístico a lápis, experimente a técnica de sombreamento, dividida de duas maneiras: com um gráfico aberto e fechado. Eles diferem na maneira como o lápis é usado, ou seja, esse objeto é usado em ângulo fechado, aumentando ou diminuindo a pressão, produzindo sombras na forma de ziguezague aberto, linhas paralelas fechadas e linhas separadas.

4. Esquema: técnica para criar ordem no desenho artístico

Este método de esquema permite dar melhores acabamentos aos seus desenhos. Você pode criar, por exemplo, um esquema de luzes, mas deve reduzir a pressão exercida no desenho no papel e fazer um movimento lento. Com uma linha de traçado contínua, você pode criar elementos ou detalhes que dão um tom mais suave ao papel, traços grossos feitos à mão, podem ter melhor pressão se você segurar o lápis mais perto da ponta para melhor controle e Aumente o tom. Esta técnica de desenho artístico a lápis permitirá que você crie traços de rosto emocionantes, sejam de animais ou de pessoas.

5. Usando a técnica de hachura, preencha os espaços vazios em seu desenho

Com a técnica de desenho de hachura, isso é feito marcando ou criando pequenas linhas que são colocadas juntas para criar a cor de preenchimento entre os espaços. Essa maneira de desenhar a lápis pode ajudá-lo a fornecer detalhes, sombras e maior pressão sobre os contornos das silhuetas de pessoas, frutas ou outros objetos que você deseja retratar.

6. Aplique a técnica decorativa de sgraffing no desenho artístico

Sgraffing é uma técnica muito semelhante à Hatching. Isso permite dar um acabamento melhor aos shaders, é uma boa maneira de adicionar tons mais escuros aos desenhos feitos a lápis e você também pode criar várias camadas para dar um melhor foco, criando a perspectiva mais realista da imagem.

7. Stipping, técnica de desenhos a lápis de arte 

O stipping é uma técnica feita a lápis que permite marcar pequenos desenhos artísticos que se juntam para criar uma cor ou sombreamento. Aqui, as linhas são geralmente muito pequenas, semelhantes a pequenos traços. Pode ser usado para a íris dos olhos ou para desenhar pelos faciais e é ideal para misturar, se você usar uma leve pressão.

8. Curso de ida e volta, técnica de desenho feita com lápis de cor

Talvez esse método possa ser o mais usado por muitas pessoas, é o mesmo que aprendemos quando estávamos na escola. Consiste em mover o lápis em um movimento alternativo , com velocidade mais rápida e que todos os movimentos sigam na mesma direção. Essa técnica de desenho com lápis de cor é geralmente mais usada para criar o contorno do objeto e garantir os espaços das sombras de preenchimento dentro do espaço desejado.

9. Dê ao desenho a lápis suavidade e textura com a técnica Scumbling

A técnica de desenho a lápis , Scumbling, permite que você mova pequenos movimentos circulares, mas cada um deles deve ser mantido muito apertado para dar a sensação de escuridão, esta técnica é muito semelhante ao método do circulismo, a diferença é que ela é usada para dar mais suavidade ao desenho e ter uma textura mais suave.

10. Suavização: técnica para pintar um desenho artístico com pinceladas borradas

Finalmente, temos a técnica de suavização, que permite dar um melhor detalhe às suas imagens. Você pode desfocar seus traços, para dar um toque de suavidade ao pintar um desenho artístico e, como resultado, você pode obter uma variedade de camadas uniformes e suaves.

Conclusão

Com essas técnicas de desenho a lápis, você pode se incentivar a criar seus esboços. Lembre-se de que para obter melhores acabamentos, você deve ver a classificação dos lápis, pois alguns são duros e outros são macios. Esse método também permite desenhar cabelos ou pele e elementos que geralmente são difíceis de capturar.